Print das reportagens do NYT e do InterceptO Adote um Parque  é uma das grandes apostas do governo federal para reverter a imagem negativa acerca de que o Brasil tem feito para proteger suas florestas e as comunidades que nela vivem. Como temos mostrado na Política Por Inteiro, por enquanto, tem sido somente uma tentativa com muito marketing e poucos retornos concretos. É o que abordou reportagem do The New York Times, na reportagem “Proposta do Brasil para terceirizar conservação da Amazônia encontra pouca adesão”.

Natalie Unterstell, da POLÍTICA POR INTEIRO, foi ouvida pela reportagem do NYT. Ela questiona se todas as desregulações e flexibilizações que estão reduzindo os mecanismos de proteção ambiental serão compensados pelas doações. “Não, é uma medida paliativa”, diz. E nem as doações estão vindo, como mostra o artigo do jornal americano – um dos mais prestigiados do mundo – no volume que o governo esperava. “Foram ofertadas 132 Unidades de Conservação na Amazônia para adoção. Até agora, somente três empresas estrangeiras – a varejista Carrefour, Coca-Cola e Heineken — e cinco empresas brasileiras se inscreveram no programa. O total de doações soma pouco mais de US$ 1 milhão – uma fração pequena dos US$ 600 milhões que o ministro Ricardo Salles espera levantar”, diz trecho da reportagem.

Intercept:

No The Intercept, foi focada reportagem sobre a Operação Akuanduba da Polícia Federal, deflagrada na semana passada, que investiga o comércio ilegal de madeira. O ministro Ricardo Salles e o presidente do Ibama, Eduardo Bim (afastado por decisão judicial) foram alvos da PF. O artigo traz dados do Monitor de Atos Públicos sobre as mudanças regulatórias relacionadas ao meio ambiente que não passaram pela aprovação do Congresso Nacional desde 2019 – os chamados atos infralegais.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *